SE O TEMPO FOSSE OURO..., TALVEZ PUDESSES PERDÊ-LO. - MAS O TEMPO É VIDA, E TU NÃO SABES QUANTA TE RESTA.

Barra de vídeo

Loading...

Pesquisar este blog

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Pesquisa – A consciência perante Deus – O Caso de Sir Tomás Morus

Entre abril de 1534 e julho de 1535, São Thomas More,o célebre pensador inglês, esteve encarcerado na Torre de Londres, acusado de conspirar contra o Rei Henrique VIII. Durante essa estadia na prisão, que culminaria na sua morte, redigiu várias centenas de fólios que formam um dos mais comoventes testemunhos da fidelidade de um ser humano à sua consciência.

É precisamente na defesa dos direitos da ,consciência que brilha com luz mais intensa o exemplo de Tomás Morus. Pode-se dizer que esse filósofo viveu de modo singular o valor de uma consciência moral que é «testemunho do próprio Deus, cuja voz e juízo penetram no íntimo do homem até às raízes da sua alma»



Bibliografia
Título: A sós, com Deus - Escritos da prisão
Autor(a): Thomas More
Editora Quadrante
Este volume reúne os escritos mais tocantes desse período, com notas e estudos explicativos. Espelham-se nesses escritos a angústia e o temor, mas ao mesmo tempo a superação da fraqueza humana pela fé e pela caridade. Se o humanista é um homem completamente só, é um homem que está a sós – com Deus

Nenhum comentário: